Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Cruzeiro é absolvido de punição em negociação com Rony

O Cruzeiro conseguiu escapar do risco de sofrer com outra punição da Fifa. Nesta terça-feira, o processo que envolvia uma negociação com o atacante Rony e o clube japonês Albirex Niigata, teve como veredicto a absolvição da raposa.

O processo começou a transitar em 2020, quanto o clube japonês pedia uma indenização de 10 milhões de dólares (quase R$ 58 milhões atualmente). Caso fosse considerado culpado, o Cruzeiro poderia sofrer sanções como um novo “transfer ban”, que impediria o clube de contratar jogadores por duas janelas de transferências.

Rony era jogador do Cruzeiro, mas foi emprestado ao Albirex em 2016. O clube japonês investiu 4 milhões de reais na época para ter ele por empréstimo por um ano, com uma cláusula de renovação por mais três.

Porém, Rony acreditava que seu vínculo terminava no fim de 2017, e assim poderia voltar ao Brasil. O jogador chegou a fechar com o Botafogo, onde até vestiu a camisa e treinou. Porém, o Albirex alegou que o jogador ainda tinha mais três anos de contrato, usado da cláusula, e assim a negociação melou.

No meio de toda essa situação, o Cruzeiro realizou um distrato com o Rony, e o jogador ficou sem vínculo algum, em 2018. Foi justamente isso que ajudou o Cruzeiro a ser absolvido.

Na metade de 2018, o Athletico demonstrou interesse em Rony e solicitou liberação do ITC, porém o Albirex não liberou. Os representantes do jogador entraram com pedido de liberação na Fifa para que pudesse ser inscrito no brasileirão e jogar. O clube japonês também entrou na Fifa.

Depois de dois meses, a Fifa finalmente liberou Rony para jogar pelo Athletico, até o jogador se destacar e ir para o Palmeiras.

Assim, temos um final feliz para Cruzeiro e Rony.

Leia também: Confira quem melhor se reforçou nesta janela de transferências

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.