Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Para jornalista, Pedro merece ser titular no Flamengo

O bom momento de Pedro no Flamengo, já faz alguns jornalistas pedirem um lugar na equipe titular de Rogério Ceni, Em participação no podcast ‘Posse de Bola’, do Uol Esporte, Arnaldo Ribeiro analisou a boa fase de Pedro e elogiou a temporada do centroavante. Para o comentarista, o atacante não pode mais ser reserva da equipe do Fla. O jornalista ainda ressaltou o fato de o camisa 21 ter feito jogos melhores se comparado com Gabigol, Everton Ribeiro, Bruno Henrique e até Arrascaeta. Com tantas opções para ‘sair’, Arnaldo destacou o fato de Ceni ter de mudar a equipe para arrumar espaço para o então reserva.

“O Pedro, pela temporada, ele não pode ser reserva mais do Flamengo. A temporada dele é melhor que a do Gabigol, é melhor que a do Bruno Henrique, é melhor que a do Arrascaeta e é melhor que a do Everton Ribeiro. Então o Rogério Ceni talvez não tenha esse ‘problema’ bom para a próxima partida contra o Fortaleza, mas a partir do primeiro jogo de 2021, o Fla-Flu, o Pedro tem que ser titular do Flamengo”, disse, antes de completar:

“E aí o time vai ter que mudar de alguma forma, porque se você também reparar nas jogadas da virada, uma assistência e o outro o gol de peito, o Pedro, que entrou tardiamente na partida, ele define o jogo também, então ele não esteve à altura do Gerson, que comandou a virada, mas o Pedro foi decisivo. Aí vai caber ao Rogério saber como lidar com essa situação, não é uma situação simples, alguém tem que sobrar, não cabe todo mundo no time, não cabe Everton Ribeiro, Arrascaeta, Pedro, Gabigol e Bruno Henrique em circunstâncias normais. Em circunstâncias excepcionais, talvez”, finalizou.

O atacante que estava emprestado ao Mengão, foi contratado em definitivo. O clube carioca irá desembolsar cerca de 14 milhões de euros (mais de R$ 87 milhões) restantes para a aquisição dos direitos serão quitados em seis parcelas durante aproximadamente três anos. Cada parcela tem valor de cerca de 2,3 milhões de euros (aproximadamente R$ 15 milhões). Serão dois pagamentos a cada ano, com encerramento em 2023.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.