Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Rio Preto aterrorizada pelo aumento da violência

Guerra de gangues causa aumento súbito de assassinatos na cidade

São José do Rio Preto, 03 de julho, por José Vitor Rack do Jornal PrimeSão José do Rio Preto vive dias de terror na população pelo avanço da violência urbana. O primeiro semestre de 2022 é o período mais violento da história da cidade, com vinte assassinatos registrados pela polícia. Os dados são da Secretaria Estadual da Segurança Pública. Judiciário, autoridades policiais, Ministério Público e Prefeitura Municipal buscam unir seus esforços no sentido de encontrar soluções.

Primeiramente, segundo informações da Guarda Civil Metropolitana de São José do Rio Preto, estaríamos vivendo em plena “guerra entre bairros”. Uma disputa entre gangues rivais claramente percebida pelas autoridades de segurança locais como a principal causa para esta inesperada explosão de casos de crimes contra a vida. Boa parte destes crimes são cometidos por adolescentes.

Sobretudo, Rio Preto infelizmente desponta como a terceira cidade mais violenta do Estado de São Paulo, com um índice perigoso de 7,11 mortes. Isso a coloca entre as mais violentas cidade do estado entre municípios com mais de cem mil habitantes. A líder do ranking é Campinas (9,06), tendo logo atrás Ribeirão Preto (7,69).

A saber: Feira de móveis de Rio Preto super expectativas de negócios
São José do Rio Preto busca conter a onda de violência

A Vara da Infância e Juventude tem atuado em conjunto principalmente com o comando regional da Polícia Militar a fim de combater a cooptação de menores pelo tráfico de drogas com vistas à formação de novas gangues. Nos últimos dois anos e meio contabilizaram-se catorze detenções de adolescentes autores de homicídios e tentativas de homicídio em Rio Preto. Trata-se de um número altíssimo para uma cidade de quinhentos mil habitantes.

A princípio, o motor de todo este processo de violência e medo é o tráfico de drogas. O juiz da Vara da Infância e da Juventude determinou que agentes estejam nas ruas da cidade abordando menores em bairros carentes e com grande influência do tráfico de drogas. Antes de mais nada, na terça-feira, dia 28, um adolescente de quinze anos foi encontrado durante este trabalho, portantando entorpecente e arma de fogo no bairro Parque da Cidadania.

Não deixe de ler: Rio Preto sofre ameaça de greve de ônibus
Os desafios devem ser enfrentados

Com efeito, o principal desafio tem sido combater a circulação e utilização de armas e munições ilegais. Armas de fogo são o principal instrumento utilizado para matar no Brasil, ao passo que segue marcando presença em 98,4% das ocorrências, todavia.

Logo após: Rio Preto é a quinta cidade com mais casos de dengue no país em 2022

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.