Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Torcedores vão ao CT do Flamengo para protestar pelo futebol do clube

Torcedores Rubro-negros protestam no CT por um melhor futebol

O Flamengo perdeu para o Ceará por 2 a 0, no último fim de semana. O resultado não foi engolido pela torcida. Vários torcedores do Flamengo foram até o CT Ninho do Urubu nesta terça-feira para fazer cobranças, entretanto, ninguém da diretoria ou jogadores recebeu os rubro-negros.

Veja também: Galo empata e Sampaoli rasga elogios a equipe: ”Esteve muito perto do que eu busco”

Com isso, vários torcedores ficaram esperando alguém da diretoria encontrar os torcedores, mas eles acabaram voltando para casa sem nenhum contato. A policia estava no local e conseguiu acalmar os mais exaltados.

Ceni

A maior crítica no momento é sobre o trabalho de Rogério Ceni. O treinador tem um dos piores aproveitamentos do Flamengo nos últimos 10 anos. Sem conseguir fazer o time jogar bem, a impressão que passa é que o treinador perdeu o comando do time.

O presidente Rodolfo Landim e Marcos Braz, VP de futebol, tiveram uma longa conversa com o elenco após o protesto da torcida. Segundo o GE, inicialmente Ceni não estava presente, porém, ele foi chamado logo em seguida para participar do papo. A ideia é acabar com as rusgas e solucionar os problemas que o time vem demonstrando desde da saída de Jorge Jesus.

Primeiro passo para superar a crise e pressão dos torcedores

O Flamengo tem que treinar duro durante a semana e melhorar a defesa e mostrar mais repertório ofensivo diante do Goiás. O confronto é um dos mais esperados do Rubro-negro nas últimas semanas. A partida é difícil, já que o Goiás está mostrando sinais de recuperação e tem chances de não ser rebaixado.

Vencer é fundamental para acalmar os ânimos dos torcedores. Caso não vença a partida, certamente a pressão para a diretoria demitir Rogério Ceni ficará ainda maior. Nesse caso, pode ser que os dirigentes não consigam mais dar continuidade ao trabalho.

 

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.