JornalPRIME
Notícias & Entretenimento

A cara de Edir Macedo : Igreja Universal gasta R$ 1,5 milhão por mês para alugar horários da RedeTV


25
Baixe o aplicativo do JornalPRIME É GRÁTIS.

 

O plano de expansão midiática da Igreja Universal do Reino de Deus vem usando diversos milhões de reais para ser posto em prática. Uma das emissoras de TV aberta que tem seus horários locados para a denominação do bispo Edir Macedo é a RedeTV!, onde seriam gastos mensalmente R$ 1,5 milhão.

A estimativa foi feita pelo mercado publicitário, de acordo com a jornalista Keila Jimenez, colunista do jornal Folha de S. Paulo. “O mercado estima que a Igreja Universal esteja investindo cerca de R$ 1,5 milhão mensal na compra de horários na Rede TV!. A Universal ocupa atualmente cerca de 35 horas da programação semanal da emissora e quer locar mais”, escreveu Jimenez.

O investimento pesado da denominação neopentecostal inclui ainda o arrendamento de 22 horas da programação das emissoras CNT e Canal 21, onde despeja um total de R$ 12 milhões por mês.edir macedo

Essa estratégia de mídia visa a expansão da igreja entre os públicos das classes sociais C, D e E e também o rompimento da dependência da denominação dos horários locados na TV Record, que é de propriedade do bispo Edir Macedo.

Veja também :

MAIS UMA DO DONO DA RECOR : Por política Silas Malafaia é retirado do ar pelo Bispo Edir Macedo

xingam fala palavrões e depois vota no PT diz Silas malafaia

Silas Mafalaia detona : o que esta acontecendo com Ana Paula Valadão

VAI FAZER OBRA ASSIM LÁ NO INFERNO, DIZ EDUARDO PAES A SILAS MALAFAIA

SUPER COLEÇÃO : Baixe agora mesmo as mais belas pregações selecionada do Pastor Silas Malafaia

Segundo revelado recentemente pelo jornalista Ricardo Feltrin, a Universal tem planos de deixar de locar horários na Record até 2020. “Dirigentes da Igreja Universal do Reino de Deus já fazem planos de abandonar as madrugadas da emissora até o final desta década. Motivo: um elaborado plano autossustentável de doação e amealhamento de mais fiéis graças aos espaços ocupados em outras emissoras, além da Record”, noticiou Feltrin.

“Como a Universal se espalhou por inúmeras emissoras e exibe nelas sua pregação (ou ladainha, para aqueles radicais que detestam essa palavra mesmo sem saber seu significado), ela já vê no médio prazo a possibilidade de manter seu crescimento financeiro e fiel, sem a necessidade da Record”, acrescentou Feltrin.

fonte (http://noticias.gospelmais.com.br/)