JornalPRIME
Notícias & Entretenimento

Carona via WhatsApp : Caso Kelly Cristina Cadamuro, saiba como foi o desfecho

O crime ocorreu após a jovem programar uma viagem com carona via aplicativo de mensagem WhatsApp



0
Baixe o aplicativo do JornalPRIME É GRÁTIS.

A jovem de 22 anos Kelly Cristina Cadamuro  que estava desaparecida desde da última quinta-feira (2) foi encontrada morta dentro de um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagibe, em Minas Gerais. Três suspeitos de envolvimento na morte da jovem já foram presos em Guapiaçu, no interior de São Paulo.

O crime ocorreu após a jovem programar uma viagem com carona via aplicativo de mensagem WhatsApp, as informações foram passada pela polícia, um dos suspeito chamado Jonatha Pereira do Prado confessou ter entrado no grupo com intenção de roubar a jovem.

Outros dois suspeito, Wander Luis Cunha e Daniel Teodoro da Silva, são suspeito por cometer o crime de receptação, de acordo com as informações publicada na revista Veja o primeiro teria ficado com as calotas do carro. enquanto o segundo comprou o celular e outros objetos.

Leia Também : Prints do Whatsapp mostra preocupação do namorado de Kelly Cadamuro

Kelly Cristina Cadamuro, jovem encontrada morta após combinar carona para viajar por um grupo de Whatsapp (Foto/Reprodução)
Kelly Cristina Cadamuro, jovem encontrada morta após combinar carona para viajar por um grupo de Whatsapp (Foto/Reprodução)

O corpo de Kelly Cristina Cadamuro foi entrado nessa última tarde desta quinta-feira em um córrego no interior de Minas Gerais. A declaração de óbito aponta para morte por asfixia e estrangulamento. As investigações e prisões são resultado de um trabalho em conjunto entre equipes de investigação da segurança pública do estados de Minas Gerais e São Paulo.

 

Com informações da Veja.com