Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Caso Marcela Temer : Saiba como foi a fuga do hacker Silvonei José de Jesus Souza

Caso Marcela Temer : Parece até filme de cinema mas não é. Silvonei José de Jesus Souza era mais uma pessoa comum até compra um HDs que continha informações confidenciais de então primeira-dama Marcela Temer, Na época do ocorrido Temer era ainda vice de Dilma. Silvonei que mais tarde iria se torna um hacker conhecido em todo território brasileiro descobriu que o HDs o qual comprou continha informações do aparelho celular de Marcela Temer, após acessa os arquivos nas nuvens Silvonei fez uma cópia de todos arquivos para seu computador pessoal.

Grande “ideia” de Silvonei 

Silvonei encontrou BKP de conversas e áudio que segundo ele jogaria o nome de Michel Temer na “Lama” então silvonei resolveu pedir 300 mil reais para não divulgar as conversas, a partir desse momento Silvonei se tornaria um hacker que iria estampar as capas dos jornais e pauta toda a mídia.

Caso Marcelar Temer : Saiba como foi a fulga do hacker Silvonei José de Jesus Souza
O PRESIDENTE MICHEL TEMER E A PRIMEIRA-DAMA MARCELA TEMER EM CERIMÔNIA COM OFICIAIS MILITARES (FOTO: ADRIANO MACHADO/REUTERS)

Hacker Silvonei troca mensagem com Marcela Temer

Com todo plano em mente, hora de coloca-lo em pratica, o Hacker então Silvonei começou a trocar mensagem com Marcela Temer, revelando que o mesmo possuía material o suficiente para jogar o nome de Michel Temer na ‘lama’, as imagem das conversas foram parar em um dos maiores portais a Folha de S.Paulo.

Operação policial para prender o Hacker Silvonei

Diante da ameaça de Silvonei, a operação policial entrou em cena, com 33 policiais entre eles estava delegados, investigadores e peritos de escutas telefônicas, de acordo com o site BRASIL247 as escultas telefônicas foi em tempo real da perseguição que ocorreu em abril de 2016. Isso foi um pouco antes do hacker ameaçar a divulgar o áudio de WhatsApp do celular de Marcela caso não recebesse R$300 mil.

As investigações aconteceu em São Paulo, comandado por Alexandre de Morais

 

20 dias após as investigações os policiais civis ficaram à paisana em frente ao prédio do Hacker Silvonei, na zona sul de São Paulo, os policiais viram a caminhonete da família do hacker, uma Santa Fe, sair da garagem, os policiais seguira-na até uma escola, onde a mulher do hacker foi buscar os filhos, nesse dado momento o hacker Alexandre não se encontrava.

Uma equipe de PMs que estava naquele local fazendo ronda desconfiou dos policiais civis descaracterizados e os abordou na porta da escola,  os polícias se apresentava aos PMs, a mulher do hacker desconfiou da movimentação e telefonou para hacker avisando sobre cerco.

O hacker fugiu do apartamento sem ser visto, e na fuga telefonou para diversas pessoas, mas o celular dele já estava sendo rastreado e grampeado, então o hacker foi preso ao pedir ajuda para um amigo para ir buscá-lo.

Onde estava o HDs com informações sobre Marcela Temer ?

O lugar onde estava o HDs foi revelado pelo próprio hacker que ao ligar para o advogado dizendo que o HDs estava em cima de seu guarda-roupa, a polícia estava ouvindo toda ligação, e com mandado de busca e apreensão levou todos os equipamentos encontrados na casa.

Além de Souza, sua mulher e outras duas pessoas foram detidas e liberadas após a investigação descartar o envolvimento delas no crime.”

(Com informações do BRASIL247)