Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

DF tem retorno de lockdown e final da Supercopa do Brasil está neste momento, adiada

Flamengo e Palmeiras entrariam em campo neste domingo pela Supercopa do Brasil. O jogo porém está em risco devido o surto de covid no estado.

O Tribunal Regional Federal da primeira região do estado do Distrito Federal derrubou, nesta quinta, uma decisão que suspendia o lockdown no estado. Desta forma, eventos esportivos como a final da Supercopa do Brasil passam a ficar proibidos, por não pertencerem ao grupo de atividades consideradas essenciais.

O governador Ibaneis Rocha, governador do estado, tenta recorrer da decisão.

A derrubada do lockdown no estado vai em direção oposta ao número elevado de novos casos e mortes que se tem registrado. Aliás, os números seguem altos em todo o país.

O estádio Mané Garrincha seria palco de algumas partidas nos próximos dias, dentre elas a final da Supercopa do Brasil, entre Flamengo e Palmeiras. Além destes, Santos e San Lorenzo e novamente o Palmeiras, pela final da Recopa Sul-Americana, jogariam no estádio.

Porém, caso a decisão for mantida, os jogos não poderão acontecer. É bem verdade que a decisão pode sim ser revertida. Ainda mais se tratando de Brasil, onde várias mudanças sobre o tema acontecem o tempo todo.

Flamengo e Palmeiras, dentro dessa incerteza de ter ou não jogo, devem desembarcar normalmente em Brasília nesta sexta-feira. O Flamengo já confirmou que segue sua programação normal, já o Palmeiras ainda não se manifestou.

Na opinião do desembargador, a situação da pandemia no estado não permite a derrubada do lockdown. Isso porque, segundo decisão do próprio estado no início do lockdown, os novos casos estavam altos, justificando a prática. Porém atualmente, os números se mantiveram na mesma proporção de antes do lockdown.

Logo, não teria argumento válido para derrubar a decisão e o estado precisaria ainda seguir em lockdown até finalmente ver seus casos diminuírem.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.