Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

O segredo da pirâmide que flutua é revelado veja o vídeo

É impressionante o porquê a Rede Globo não entender o motivo do Fantástico ser um programa em franca decadência: Em 22/06/2014, o Fantástico prestou (mais um) enorme desserviço à população. Em uma ridicula matéria retirada dos confins dos anos 80, que envergonharia até o History Channel, apresentaram uma “comunidade esotérica” na Serra do Roncador famosa por suas sessões de cura.

Controlada por uma cidadã que atende pelo incrivelmente humilde título de “Deusinha”, o grupo pratica a nobre arte de separar otários de seu dinheiro, vendendo promessas vazias de curas milagrosas, via pacotes de R$ 700,00 que envolvem as clássicas “cirurgias espirituais”. Você sabe, aquele truque barato de mágica onde um prestidigitador finge que está enfiando a mão dentro do sujeito e tirando o câncer, a diabetes ou qualquer outro tipo de doença.

A “reportagem” chega ao cúmulo de dizer:

“Para o professor, trata-se de um truque.”

Não só pra eles, Fantástico. Pra qualquer um com mais de dois neurônios e/ou uma infância decente.

Ao deixar na dúvida a ciência e não questionar os esquemas de cura e as pirâmides mágicas o Fantástico praticamente assinou embaixo do esquema todo. O número de visitantes aumentará imensamente. Textos como este serão raros e considerados chatos, obra de gente que não aceita que exista “algo mais”, mesmo que não aceitar o algo mais signifique não acreditar em truques de salão.

O Fantástico, ou por má-fé ou ignorância ou os dois se deslumbrou com truques de aula de ciência de escola pública, e nem é da Escola Municipal Tancredo Neves, onde para desespero das pedagogas paulofreirianas em vez de aprender a odiar o capitalismo e denunciar a exploração do homem pelo homem, os alunos estão criando um microssatélite, com direito a apoio da NASA.

Aqui, Fantástico. Algo pra você pautar, é mágica também. Um bloco de alumínio solto dentro de misteriosas espirais de cobre energizado magicamente flutua e começa a derreter, sob força dos Mestres Ocultos Reptilianos canalizando energia de Atlantis:

Mentira, se chama indução magnética. Se vocês tivessem estudado ao invés de pensar em quantas meninas comeriam sendo repórteres do Fantástico saberiam que quando eletricidade passa por um condutor é gerado um campo magnético, e vice-versa. O bloco de metal é energizado, as correntes elétricas geram calor por causa da resistência elétrica do material sendo atravessada pela corrente de Foucault e ele derrete pelo efeito Joule.

As bobinas em si não ficam muito quentes, e só por causa do calor emitido pelo bloco metálico.

Aqui, Fantástico. Uma demonstração de magia muito mais impressionante do que uma porcaria de um imã: um fogão mágico Illuminati que só esquenta a panela:

O nome da mágica? Fogão por Indução, algo tão incrivelmente avançado que você compra no Ponto Frio. O campo eletromagnético aquece o metal na panela mas como revistas, ovos e chocolate não são afetados por campos magnéticos fracos, nada acontece com eles, então são literalmente cozidos pela metade.

Não é magia, Fantástico, é Ciência, e é capaz de produzir demonstrações muito mais impressionantes do que os picaretas que vocês tanto gostam.

Tentando um fiapo de jornalismo o Fantástico perguntou aos místicos se podiam levar um cientista para examinar as pirâmides. A resposta:

“O Santuário respeita a ciência, mas que as informações em torno das pirâmides são mais complexas do que lhes é permitido revelar, por respeito à hierarquia dos Seres de Luz, ou seja, dos mestres do mundo intraterreno.”

A reportagem terminou com uma nota de esperança. Ao menos UM dos envolvidos nessa pataquada respeita a Ciência.

Fonte: Meio Bit