Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Quartas de Finais : Fifa teme suborno se o Brasil chega ao final

A Fifa decidiu se calar sobre a possível manipulação de resultados praticada pela seleção de Camarões na fase de grupos da Copa do Mundo.

Derrotada por Brasil, Croácia e México na primeira fase do Mundial, a equipe africana tem sido investigada por sua federação nacional, a Fecafoot, sobre suspeita de fraude.

A maior suspeita recai sobre a goleada por 4 a 0 sofrida ante os croatas, na segunda rodada. O resultado eliminou os camaroneses da Copa com um jogo de antecipação.

VEJA TAMBÉM : Bomba da fraude : 7 evidências claras que comprova que a copa esta sendo comprada

As denúncias contra Camarões vieram do fraudador condenado Wilson Raj Perumal, que previu com precisão em um debate com a revista alemã Der Spiegel o resultado e a expulsão de um jogador -Song ainda no primeiro tempo da partida contra os croatas.

 

O volante do Barcelona foi expulso após dar uma cotovelada nas costas de Mario Mandzukic.

O jogo também foi marcado por um incidente perto do fim, quando Benoit Assou-Ekotto deu uma cabeçada no companheiro de equipe Benjamin Moukandjo.

VEJA TAMBÉM : Faustão detona a copa no “domigão do faustão” e Claudia leitte fica sem graça

“Denúncias recentes de fraude em torno dos três jogos de Camarões na Copa do Mundo 2014, em especial em Camarões x Croácia, assim como a existência de ‘sete maçãs podres [em nossa seleção], não refletem os valores e princípios promovidos por nossa administração”, disse um comunicado da Fecafoot.

 

“É impossível controlar isso, mas é possível que algum jogador seja comprado por milhões em reuniões secretas em lugares secretos e mover um resultado. Caso o Brasil chegue a final o risco  é maior para manipulação de favorecer o time da casa, mas vamos abrir forte investigação nesse jogo. Um jogador comprado por milhões pode fazer um penalti, provocar uma expulsão, bater um penalti pra fora em troco de milhões de dólares”, acrescentou a federação.

VEJA TAMBÉM : Show de bola : A abertura da copa e o jogo BRASIL X GROÀCIA sob a visão feminina

Argentina proibiu seus jogadores de sair da concentração, de falar com estranhos, proibiu celular e tantas outras coisas, justamente por temer que um jogador seja seduzido pelo alto dinheiro. Mas nessas alturas pode ter sido tarde, uma vez que semana passada os jogadores tiveram livre arbítrio de sair pela cidade.

 

“Estamos fortemente comprometidos a lançar mão de todos os meios necessários para resolver essa questão perturbadora sem demora”, completou o presidente interino da Fecafoot, Joseph Owona.