JornalPRIME
Notícias & Entretenimento

Maradona ri, da gargalhada, zomba, e ainda acha pouco da desgraça Brasileira



A goleada sofrida pelo Brasil diante da Alemanha foi comemorada a preceito na Argentina e alguns ilustres cidadãos do eterno rival da canarinha, como Diego Maradona, fizeram mesmo questão de “gozar o prato” da desgraça alheia. Recorrendo à canção entoada pelos adeptos argentinos no apoio à sua seleção, que começa, “Brasil, decime qué se siente [Brasil, diz-me como é]”, Maradona fez uma alteração para “pisar” o escrete, aludindo ao triunfo da Alemanha por 7-1 no jogo da meia-final, na noite de terça-feira, em Belo-Horizonte.

VEJA TAMBÉM : Programa de tv na Argentina tira onda de Neymar, agora imagina eles ganhando a copa

“Brasil, decime qué se siete [sete]”, cantou Maradona antes do arranque do seu progarama diário “De Zurda”, na estação Telesur. Enquanto era maquilhando, o antigo astro argentino foi ainda mais longe, misturando ténis e futebol: “O jogo esteve para acabar no 6-0, pois estava fechado o ‘set’.”

VEJA TAMBÉM : Imagem engraçada sobre a derrota do Brasil x Alemanha

“A Alemanha não passou por cima [do Brasil], esmagou”, reforçou Maradona em festa, enquanto cantava com novos trocadilhos, agora juntado a palavra brasileira vexame à música “Bésame mucho”, fazendo questão de demarcar a humilhação brasileira da que a sua Argentina sofreu às mãos da Alemanha, no Mundial’2010.

Na altura, com Maradona como selecionador, os argentinos foram goleados por 4-0 pelos alemães nos quartos-de-final. “Não tem nada a ver. Foi muito diferente, muito diferente”, frisou.