Super Banner

Dólar hoje : Cotação da moeda para esta sexta-feira (30)

0

Dólar hoje: veja aqui a cotação da moeda

Para esta sexta-feira, feriado em todo o país, a cotação do dólar é: R$R$ 3,3033. A atualização foi feita às 9 h (horário de Brasília).

A moeda sofre uma ligeira queda em relação aos últimos dias.

Dólar Comercial: R$ 3,3033.
Dólar Turismo: R$ 3,4500.

Por que o dólar sofre tanta alteração no Brasil?!

É inegável a importância e autoridade que o dólar detém no mercado. Por ser a moeda oficial da maior economia do planeta (os Estados Unidos), a maioria das transações mundiais são realizadas utilizando a moeda norte-americana.
Mas você sabe o real motivo que leva o preço do dólar sofrer tantas alterações aqui no Brasil?! Se não sabe, nós te explicamos.

É tudo muito simples. Assim como qualquer outro produto, o preço da moeda varia obedecendo a lei da oferta e da procura. Isto é, se falta dólar no mercado, logo seu valor tenderá a subir, em função, claro, do espaço aberto para a concorrência; no entanto, quando a moeda está sobrando, automaticamente, ela sofrerá desvalorização.

Corriqueiramente, o governo brasileiro, por meio do Banco Central, tenta controlar as oscilações da moeda norte-americana. E, é o próprio Banco Central, que divulga diariamente a taxa de câmbio (preço do real em relação ao dólar).

Entretanto, dentro desse contexto é importante observar que, a taxa de câmbio divulgada pelo Banco Central é apenas uma referência baseada em uma média específica. Em outras palavras, o valor proposto é flexível. Desse modo, tanto os que compram dólar, bem como os que vendem a moeda, têm o total direito de negociar valores, sem nenhum impeditivo.

Dólar Turismo e Dólar Comercial: qual a REAL (R$) diferença?!

Naturalmente você já deve ter visto as diferentes cotações do dólar no país, não é mesmo?! Mas você sabe a real diferença entre dólar comercial e dólar turismo?!

Cada uma dessas cotações tem uma finalidade. A primeira, que leva o nome de dólar comercial, de maneira simplificada, pode-se afirmar que é aquela direcionada às organizações em suas operações de exportação e/ou importação, remessas, recebimentos e empréstimos no exterior. Já a segunda, denominada dólar turismo, é a cotação, por exemplo, para quem compra moeda em espécie para uma viagem internacional, faz gastos em lojas no exterior utilizando cartão de crédito entre outros.

Apesar de ter como base a cotação do dólar comercial, o dólar turismo acaba sendo um pouco mais caro. Isso ocorre devido a acréscimos de custos administrativos, de logística e de seguro.

Dólar alto x dólar baixo: quem ganha e quem perde?!

Dólar alto
Com o preço do dólar atingindo uma cotação mais elevada, alguns setores poderiam comemorar, como é o caso, por exemplo, da indústria exportadora no Brasil. A lógica é simples: gastar-se-ia em reais para produzir e vender-se-ia em dólares, logo, a margem de lucro seria maior.

O turismo nacional também tenderia a se fortalecer. Com o real em baixa em relação ao dólar, turistas estrangeiros poderiam ser atraídos para o país, aquecendo o mercado de hotéis, agências turísticas, restaurantes e comércios em geral. O próprio brasileiro que já tem incutido o hábito de viajar, também poderia trocar os destinos internacionais pelos nacionais.

Quem também tenderia a ganhar nesse tipo de cenário seriam as empresas que não precisam importar matérias-primas. Elas poderiam se tornar mais competitivas perante os produtos estrangeiros, que naturalmente ficariam mais caros.

Dólar baixo
Com o dólar em baixa, os consumidores, certamente, seriam os primeiros a vibrarem. Passagens aéreas para o exterior com preços mais baixos e a oportunidade de comprar produtos importados por valores mais acessíveis, são algumas das vantagens que poderiam ser adquiridas.

Além disso, há a possibilidade de redução da inflação, com empresas nacionais reduzindo seus preços para manterem-se competitivas ante aos produtos importados.

Dólar hoje : Cotação da moeda para esta sexta-feira (30)
4 (80%) 1 vote

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.