Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Orquestra Sinfônica de Rio Preto não tem recursos para sobreviver

A organização de quase um século não tem recursos disponíveis para se manter na ativa

São José do Rio Preto, 30 de junho, por José Vitor Rack do Jornal Prime – A Orquestra Sinfônica de Rio Preto – OSSJRP chega aos seus oitenta anos sem motivos para comemoração. Fundada em 1942, a organização não tem recursos disponíveis para prosseguir apaixonando o público em suas apresentações e pede socorro. Nenhuma empresa patrocina a orquestra no momento.

A temporada 2022 de apresentações foi suspensa por falta de verbas e para 2023 não há nenhuma perspectiva de retomada. A orquestra de São José do Rio Preto não tem fins lucrativos e desde o ano 2000 não recebe nenhum tipo de recurso público municipal consistentemente. Apenas em ocasiões esporádicas e sempre por meio de subvenções.

A saber: Rio Preto Recebe O Homem Mais Rico Do Brasil Na Favela Marte

Orquestra - Foto: Reprodução/Canva Orquestra – Foto: Reprodução/Canva

Logo após: Vereadores De Rio Preto Autorizam Reforma Do Plenário Da Câmara
Desse modo a Orquestra Sinfônica de Rio Preto corre risco

A OSSJRP é oficialmente uma entidade de utilidade pública por lei municipal e lei estadual. Ela também está tombada como patrimônio cultural da cidade. Dessa maneira, já lançou mão de leis de incentivo, tais como o estadual ProAC – Programa de Ação Cultural Estadual no ano de 2019. No momento são cinquenta músicos fazendo parte da organização, mas nenhum deles é registrado oficialmente. Todos eles recebem cachê por cada apresentação feita.

Existem projetos no momento aguardando avaliação tanto no ProAc quanto na Lei Rouanet para captar recursos, mas sem previsão de sucesso. A comissão de avaliação de ambas as instâncias não se manifestou a respeito por enquanto.

A seguir: Ex-dupla sertaneja é presa em Bady Bassitt acusada de tráfico de drogas
Antes de mais nada, a Orquestra busca soluções

Recentemente a diretoria da orquestra se reuniu com membros da Secretaria Municipal de Cultura de Rio Preto. Nenhuma decisão de consenso existe para a situação. Segundo consta, o prefeito Edinho Araújo (MDB) tem profundo apreço pela Orquestra e estaria disposto a se esforçar em busca de soluções. Porém, de concreto, nada foi decidido.

A prefeitura não repassa verbas diretamente para nenhuma ação cultural. Todos os repasses de ordem financeira acontecem por meio de editais. Em diversas cidades do país a prefeitura municipal sustenta suas Orquestras Sinfônicas. Basta abrir concurso público a fim de contratar os profissionais para servirem à programação cultural da cidade. Para que este tipo de prática se torne realidade depende-se da vontade política do prefeito e do secretário. Em Rio Preto esta prática, todavia não parece fazer a cabeça da administração.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.