Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Parlamentares de Minas Gerais solicitam investimentos na Assistência Social do estado

A reunião aconteceu na Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Uberaba, 01 de julho, por Aniele Lacerda, Jornal Prime – Em reunião realizada nesta quinta-feira (30), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, os parlamentares solicitaram investimentos para a Assistência Social do estado. Acompanhe no Jornal Prime.

Conforme a cobrança dos deputados no encontro da Assembleia Fiscaliza 2022, o motivo da solicitação dos investimentos é devido o aumento da pobreza em Minas Gerais. O elevado número tem relação com a pandemia da Covid-19, que assolou o mundo. A responsável para prestação de contas sobre o assunto era Elizabeth Jucá, secretária de Desenvolvimento Social.

Então veja também: Inflação de junho na região metropolitana de Salvador é a mais alta do país
Parlamentares criticam e falam sobre investimentos em reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais
Os deputados criticaram a utilização de recursos extraordinários e sobre a redução das despesas líquidas referentes a Assistência Social. Além dos parlamentares e a secretária responsável pela pasta, estava presentes da reunião os representantes de cinco comissões.

Beatriz Cerqueira detalhou os números que apontam uma redução nos investimentos repassados pela Sedese, afirmando que muitas pessoas estão desempregadas e em situação vulnerável. Além disso, a parlamentar relatou que o número de pessoas em pobreza extrema em Minas Gerais, já ultrapassou a casa dos 2,5 milhões.

Além disso, leia mais sobre: Jovem é morto a tiros dentro de estabelecimento em Feira de Santana na Bahia
“A situação é crítica e não há investimentos para mudar essa realidade. O governo tem preferido fazer superávit e conceder isenções fiscais. Responde ao mercado e não cuida das pessoas”, afirmou.
Resposta de Elizabeth Jucá e tudo sobre os recursos extraordinários
Após o questionamento da deputada, a secretária da pasta afirmou que o Sedese não é o único responsável para combater o desemprego e a pobreza. Além disso, ela exaltou o Mapa de Demandas, este qualifica e direciona as pessoas para preenchimento de vagas no mercado de trabalho.

Durante a reunião, André Quintão, que era um dos deputados presentes na reunião, falou sobre a ideia de utilização dos recursos extraordinários. Então, ele exemplificou com o Bolsa Merenda, que teve a transferência de investimento de outras pastas. Além disso, o deputado citou outras situações relevantes para corroborar sua ideia. O parlamentar ainda solicita uma maior participação dos estados nesse processo de transferências de investimentos de um setor para outro. Em resposta, a secretária afirmou que dedicará um tempo para analisar a reflexão realizada por André.

Portanto, não deixe de ler também sobre: Comissão da Câmara de Uberlândia discute sobre regularização de assentamento

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.