Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Rio Preto sofre ameaça de greve de ônibus

Trabalhadores do setor querem doze por cento de aumento nos salários

São José do Rio Preto, 01 de julho, por José Vitor Rack do Jornal Prime – Os trabalhadores do transporte público de São José do Rio Preto estão em campanha salarial. Buscam um aumento de doze por cento nos seus rendimentos. Ameaçam que, sem este aumento, a categoria entrará em estado de greve. A inflação tem efeitos graves sobre a renda dos trabalhadores, que buscam alguma compensação.

Às duas empresas concessionárias do sistema de transporte não se manifestaram a respeito da greve dos trabalhadores. Tanto Expresso Itamarati quanto Circular Santa Luzia são sócias no Consórcio Riopretrans, que administra a venda de bilhetes.

A saber: Orquestra Sinfônica de Rio Preto não tem recursos para sobreviver
Os trabalhadores de transportes em São José do Rio Preto deram um prazo para as empresas responderem
O sindicato de trabalhadores da categoria repassou as reivindicações da classe às duas empresas concessionárias do transporte público. Ele deu uma semana de prazo máximo para que exista uma resposta definitiva sobre os doze por cento de aumento. Em caso de recusa, a greve pode ser deflagrada imediatamente.

Este percentual de aumento repõe as perdas do ano, portanto não se trata de um valor definitivo. Mesmo que o aumento seja concedido, é possível que muito breve um novo aumento salarial seja reivindicado, incluindo perdas salariais do período da pandemia que ainda não foram repostas.

Em seguida: Rio Preto recebe o homem mais rico do Brasil na Favela Marte
Como funciona o sistema de transporte coletivo na cidade?
Às duas empresas do Consórcio Riopretrans operam as linhas de ônibus da cidade. Anteriormente, quase todas as linhas eram responsabilidades apenas da Circular Santa Luzia. Isso praticamente caracterizava um monopólio. Esta prática foi descontinuada e o sistema foi reorganizado. Quase todas as linhas saem do Terminal Central, na Praça Cívica. Isso permite que com apenas uma única passagem o usuário do transporte público possa sair de seu bairro e ir para qualquer outro com apenas um bilhete.

Cidades de médio porte como São José do Rio Preto, assumiram destaque regional relevante, ao passo que tiveram de enfrentar os mesmos problemas e dificuldades já existentes na metrópole. Um deles foi lidar com a questão dos transportes. Ao mesmo tempo em que os trabalhadores cobram por aumento de salário, os usuários do sistema reclamam da qualidade do serviço. Queixam-se de lotação excessiva e de demora.

Logo depois: Vereadores de Rio Preto autorizam reforma do Plenário da Câmara

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.