JornalPRIME
Notícias & Entretenimento

Pastor diz, pregadoras itinerantes cobram absurdo para pregar e perdem seus maridos


Um vídeo que circula na internet de um pastor conhecido como Eziquiel Barbosa relata a realidade dos novos pregadores e pregadoras itinerantes, em tom de desabafo em 9 minutos e 51 segundos o pastor Eziquiel diz o que tem visto e presenciado no meio do povo de Deus. (Leia Também : Vídeo na Igreja mostra pastor colocando demônio “dentro de uma garrafa”)

O vídeo em questão não é recente os fatos narrado pelo pastor afora o Brasil todo. Nós do jornalprime.com já haviam feito uma série de artigos relacionado a um dos assuntos abordado por Eziquiel Barbosa, a cobrança exagerada de valores vultuosos para ministrar a palavra de Deus. (Destaque: Filha de pastor diz que fazia sexo com demônios antes de ser crente da Igreja Universal)

Eziquiel vai muito mais alem disso ao afirma que pregadoras estão perdendo seus maridos movido pela ganância em relação ao dinheiro, ele relata que em contato com uma cantora gospel a qual queria fechar uma agenda no valor de R$ 4 mil, o mesmo foi desprezado e ouviu da cantora em tom de desprezo que por quatro mil cantava no banheiro da vizinha.

Pastor diz, pregadoras itinerantes cobram absurdo para pregar e perdem seus maridos
Pastor diz, pregadoras itinerantes cobram absurdo para pregar e perdem seus maridos

Segundo eles essas mulheres cobram horrores e não aceita negociação, é o valor ‘X‘  ponto final. Eziquiel diz que não são só as pregadoras fazem isso muitos pregadores também são adeptos a tais práticas de cobranças e exigências financeiras absurdas, alguns se acham até semi deuses, mulheres que descobriram que uma ministração de 40 minuto pode render mais que um mês inteiro na cozinha.

Uma observação deve ser levada em consideração, as mulheres tem o direito sim de pregoar a palavra de Deus e toda oferta oferecida a tais mulheres devem ser afeita de bom agrado, mas essas mesma mulheres não devem fazer exigências financeiras para pregar a palavra de Deus.

Este conselhos vale não somente para mulheres mais sim para qualquer ministro que se julgue servo de Deus, em várias discussões aqui no jornalprime.com posicionamos e acreditamos que não se deve cobrar para ministrar a palavra de Deus.

Agora queremos saber de você caro leitor, o pregador poder cobrar ‘fazer exigências financeiras’ para pregar a palavra de Deus?