JornalPRIME
Notícias & Entretenimento

Porque o Homem aranha não aparece nos filme os vingadores



0 19
Baixe o aplicativo do JornalPRIME É GRÁTIS.

Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Gavião Arqueiro e Viúva Negra estão no ápice da fama com os filmes dos Vingadores e, consecutivamente, arrebataram uma legião de fãs que ficam vidrados na tentativa desse grupo de proteger a Terra (ou vinga-la).

Mas, sendo esse um filme da Marvel, porque o coitadinho Peter Parker não foi convocado, sendo ele um grande ícone dos super-heróis?

Nem todo mundo sabe, mas a primeira aparição do Homem Aranha nos HQs que saíram nas bancas do Brasil foi em uma das aventuras dos Vingadores. Mas se você acha que por esse motivo logo logo ele deve aparecer em algum futuro filme sendo um “Avenger” está muito enganado.

Muitos sabem que a formação dos Vingadores nos HQs é bem diferente das dos filmes, bem como sua convocação. Nas histórias em quadrinhos, os heróis mais poderosos da Terra são Homem de Ferro, Hulk, Thor, Hank Pym e Vespa. No entanto, nos filmes, os agentes da S.H.I.E.L.D. Viúva Negra e Gavião Arqueiro que ficaram responsáveis de chamar quem eles quisessem para ajuda-los.

Os-Vingadores-Art-Wallpaper-615x323

E o Aranha?

Simples. Quando a Marvel pensou em transformar suas HQs em filmes, surgiu um grande fantasma chamado: será que vai dar certo? E esse medo fez com que eles contatassem algumas empresas para bancarem os primeiros filmes: Homem Aranha e X-Man.

A Sony concordou em ficar com o “carinha picado pela aranha” em troca de possuir TODOS OS DIREITOS AUTORAIS dos filmes e de qualquer outro produto do herói. Sim, a Marvel VENDEU o pequeno Parker. Isso explica porque todos nos filmes usam celulares Sony Ericsson (o que é estranho, visto que a Apple aparece na maioria dos filmes norte-americanos” e porque raios o Peter pesquisa no Bing. Cara, Bing!!!!!!!

Com a compra da Marvel pela Disney, vamos esperar que a turma do Mickey Mouse conserte a cagada feita pela turma de Stan Lee e devolva o Aranha para os Vingadores.

Fonte: Operários da Web