Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Restrição no CPF: quais as implicações e aborrecimentos em ter o ‘nome sujo’

Muitos não sabem, mas ter restrição no CPF, além da dificuldad de ter acesso a crédito, também traz vários aborrecimentos.

Muitos não sabem, mas ter restrição no CPF, além da dificuldade, ou impossibilidade de ter acesso a crédito, também traz outros vários aborrecimentos. (Como consultar o CPF de forma gratuita)

Com a economia do país indo mal, junto do pacote veio o aumento da inadimplência, muitos que ‘entraram’ no limite do cartão de crédito ou no cheque especial não conseguiram saldar seus débitos, e estão com nome no Serasa no Brasil.

Nome sujo ou CPF no Serasa, o que fazer?

Muitos estão com nome sujo, pelo mal uso do crédito, e especificamente no cartão de crédito, por não conseguirem pagar em dia suas faturas em dia, por diversos motivos, entrando para a lista de inadimplentes, chamada popularmente de cidadão com o ‘nome sujo’.

Mas saiba também, que você pode consultar CPF no Serasa grátis inclusive, coisa que poucos se preocupam em fazer, e até negociar suas dívidas on line.

Aborrecimentos de empresas de cobrança em excesso

O que muitos não sabem, é que, além de perderem acesso ao novos crédito, comprar a prazo ou obter um financiamento, vem junto do pacote uma série de aborrecimentos e até mesmo situações de constrangimento.

Uma das situações enfrentadas pelas pessoas que estão com o nome sujo, é a cobrança por telefone, as empresas de telecobrança não poupam meio para conseguir seu celular e começar a infernizar sua vida, se tiver um telefone fixo a coisa fica pior ainda.

A constância das ligações e a insistência das empresas que fazem este tipo de cobrança chega a assustar, há relatos de empresas ligarem até 10 vezes num só dia pra falar do mesmo assunto e ouvir a mesma resposta, “não tenho como pagar agora”.

A falta de ética e respeito de algumas empresas de cobrança

Algumas chegam ao cúmulo de se fazerem passar por ‘amigo’ da pessoa, quando algum familiar atende o telefone. Simplesmente não adianta você argumentar, que não tem como pagar, a reposta que vem do outro lado da linha é quase padrão: “As ligações continuarão e serão diárias…”.

A estratégia adotada é, notadamente, a de infernizar com a frequência das ligações, e até mesmo amedrontar, algumas relatam as ‘consequências’ de não quitar a divida, tais como: “o senhor receberá a visita de um oficial de justiça, vão penhorar seus bens pessoais”, como se fosse simples assim, não deveriam usar a lei para ameaçar e constranger.

Existe lei que protege quem esta devendo de cobrança abusivas?

“O artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor – CDC, estabelece que “Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”, ou seja, a dignidade do consumidor deve ser preservada”.