Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Bitcoin registra queda após máxima histórica!

Na sexta-feira  (12), a moeda registrou uma forte queda, indo contra o recorde do início da semana. Então hoje  (14) o Jornal Prime vai trazer os principais detalhes sobre a criptomoeda. O bitcoin caiu cerca de 4%, um valor considerável.

Dessa forma, a moeda, que valia quase US$ 69 mil, vale neste momento cerca de US$ 63 mil. Valor quase US$ 6 mil abaixo da máxima histórica registrada.

O Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda do mercado, segue a influência do bitcoin e também registra queda. A ethereum estava em movimento de alta nesta semana, no entanto, sofreu uma queda de 2,9%. A segunda maior criptomoeda do mercado havia atingido a máxima de US$ 4.782. A pior cotação vista nesta semana foi de US$ 4.032.

Bitcoin registra queda após máxima histórica
Créditos de imagem unsplash

Volatilidade do Bitcoin

Analistas afirmam que essa variação é normal, além de ser esperada, nos ativos desse tipo. A previsão é que o bitcoin sofra variações, mas em pouco tempo se estabilize. Assim como, neste momento, está estável nos US$ 60 mil. 

A volatilidade é um fenômeno comum nas criptomoedas. O termo também existe na química e na física para descrever alguns elementos. No entanto, no dicionário a definição do termo é: “qualidade do que sofre constantes mudanças; característica do que é volátil, do que não é firme, daquilo que muda constantemente ou se vaporiza”. 

Elon Musk vê Bitcoin ultrapassar Tesla após última brincadeira

Portanto, essa variável representa a intensidade e a frequência com que as oscilações ocorrem em um ativo. Criptoativos são bastante voláteis, isso significa que são ativos de risco. Mas, também quer dizer que possuem um grande potencial de valorização, e como consequência, de gerar lucros para o investidor.

Previsões 

Dessa forma, é possível perceber que especialistas e investidores esperam, e consideram normal, essa variação. Além disso, também afirmam que a alta da moeda segue junto com a do ouro. Isso ocorre porque ambos são ativos reservas de valor. Ou seja, são um tipo de aplicação que te protege contra a inflação sofrida pelas moedas e a alta dos preços. 

Bitcoin registra queda após máxima histórica
Créditos de imagem unsplash

Por fim, especialistas ainda seguem otimistas com a ação da moeda. A previsão é que o bitcoin tenha uma grande alta ainda neste final de ano. Alguns afirmam que a moeda deve se estabilizar na faixa dos US$ 70 mil. Analistas mais otimistas preveem uma cotação de US$ 80 mil para o bitcoin. 

Nesse sentido, ainda existem especialistas que preveem uma alta forte e a cotação de até US$ 100 mil para moeda. Essa alta é motivada tanto pela demanda de um ativo que protege contra a inflação. Assim como pela inauguração dos ETFs de bitcoin nos Estados Unidos.

Elon Musk vê Bitcoin ultrapassar Tesla após última brincadeira

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.