Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

“Rei do Bitcoin” justiça nega o pedido de liberdade!

Hoje (09) de novembro o Jornal Prime mostra como esta a situação do “rei do Bitcoin” e como que a justiça negou o seu pedido de liberdade. Portanto vamos conferir os detalhes.

Claudio Oliveira, o “Rei do Bitcoin”, foi preso no dia 05 de julho deste ano. Ele é o criador do grupo “Bitcoin Banco”, acusado de desviar R$ 1,5 bilhão. Assim como Cláudio, Lucinara, sua esposa, também foi presa.  Nesta segunda-feira, 8, o STJ negou, pela segunda vez, o pedido de habeas corpus do empresário.

“Rei do Bitcoin” justiça nega o pedido de liberdade!
Reprodução/Redes Sociais

Ele é acusado de criar um esquema de pirâmide financeira, crime previsto na Lei nº 1.521/51. Além disso, aplicou outros diversos golpes no mercado. O empresário tinha, dentro de seu grupo “Bitcoin Banco”, corretoras como “Negocie Coins” e “Tem BTC”. O apelido de “Rei do Bitcoin” foi dado por ele mesmo. Era uma forma de se auto promover e promover suas empresas. Além disso, ostentava uma imagem de luxo e riquezas nas redes sociais.

Golpes do “Rei do Bitcoin”

O grupo “Bitcoin Banco” teve início no ano de 2017. No entanto, após dois anos de ação, os clientes notaram algumas ocorrências estranhas . O grupo afirmou ter sido vítima de um ataque de hackers e forçado a interromper as transações por esse motivo. A empresa também deixou de ressarcir os bens, supostamente roubados, de seus clientes.

 

A partir dessa afirmação, uma investigação foi aberta na Polícia Federal.  O grupo então disse que dependia de questões externas para fazer o pagamento dos clientes. Além disso, os membros do grupo mostraram-se pouco cooperativos com as investigações. Eles se negaram a mostrar documentos e a ceder maiores informações. 

A empresa golpista exibia imagens de sucesso e ostentação em suas redes sociais. Além de participar de diversos eventos do ramo financeiro. Os clientes que eram atraídos para o golpe recebiam um software, que dava informações falsas acerca dos investimentos.

Liberdade negada pela justiça

Nesta segunda-feira,8, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de habeas corpus do empresário. Essa não é a primeira vez que ele tem o pedido negado. No final de outubro, Cláudio Oliveira também teve a liberdade negada, mas pelo TRF4. Seus advogados então recorreram ao STJ. No entanto, mais uma vez sem sucesso.

“Rei do Bitcoin” tem pedido de liberdade negado
Créditos de imagem unsplashjustiça, 

A defesa alegou que não havia razões para sustentar a prisão de Cláudio. Uma vez que é réu primário e não tem acusações de algum crime violento. Porém, o Ministro Reynaldo Soares da Fonseca, responsável pelo caso, afirmou que faltam argumentos para entender o processo.

O suposto “Rei do Bitcoin” é investigado por diversos crimes, entre eles estelionato, crime contra a economia popular, crime contra o sistema financeiro e líder de organização criminosa. Após a decisão da justiça, Cláudio deve continuar preso.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.