Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Parlamentar questiona sobre tombamento de mineração em reunião na ALMG

O secretário responsável pela pasta não soube responder

Uberaba, 01 de julho, por Aniele Lacerda, Jornal Prime – Nesta quinta-feira (30), em reunião realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), os questionamentos foram referentes o tombamento de mineração localizada na Serra do Curral. O encontro fez parte de mais um ciclo do Assembleia Fiscaliza 2022.

Os questionamentos da deputada, em reunião na ALMG, teve um direcionamento para Lêonidas Oliveira, que é o responsável da pasta de Estado de Cultura e Turismo. O tema debatido foi em relação a Mineradora Gute Sicht, que continua em operação, mesmo após o decreto do governo de Minas Gerais. Este considerou que a Serra do Curral tem reconhecimento como um bem cultural.

Então veja também: Inflação de junho na região metropolitana de Salvador é a mais alta do país
Deputada presente na reunião da ALMG fala sobre a Mineradora
O secretário não soube responder os questionamentos realizados por Beatriz Cerqueira, que era uma das participantes da reunião. Ele revelou que o instituto responsável pela cultura não teria permissão de interferir nas autorizações de funcionamento da mineradora, pois estas antecederam o decreto.

No entanto, a deputada afirmou que a região era para ter uma proteção, e que todos os dias a mineradora retira aproximadamente quarenta caminhões de terra do local. Além disso, ela relata que a ação acontece durante as madrugadas.

Além disso, leia mais sobre: Jovem é morto a tiros dentro de estabelecimento em Feira de Santana na Bahia
“O governador dá entrevistas dizendo que a Serra está protegida, mas a mineração continua. Como a Serra pode estar protegida se mineração está acontecendo? E o município de Belo Horizonte está contra. Cabe ao governo revogar este TAC. O que ele está fazendo para impedir o funcionamento da Gute Sicht?”, indagou a parlamentar.
Resposta do secretário sobre o tombamento da mineração
Leônidas não soube esclarecer a dúvida da deputada, mas afirmou que acontecerão três audiências públicas envolvendo o assunto, sem data de realização. No entanto, o secretário revela que solicitou pressa no processo, para que até o mês de agosto aconteça o tombamento do local.

Uma outra mineradora foi alvo de questionamentos da deputada, ela queria saber sobre o funcionamento da Tamisa. Ele respondeu que notificaram a empresa e não terá mais a emissão de licenças, até que o processo em andamento no Conselho Estadual do Patrimônio Cultural (Conep), seja resolvido.

Portanto, não deixe de ler também sobre: Comissão da Câmara de Uberlândia discute sobre regularização de assentamento

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.