Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Parlamentares de Uberlândia solicitam apuração sobre ato cometido contra Lula

Drones jogaram líquido mal cheiroso nas pessoas que estavam no evento para receber Lula

Uberaba, 27 de junho, por Aniele Lacerda, Jornal Prime – Nesta segunda-feira (27), foi realizada uma reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O tema de discussão era associado com a organização política e contou com a presença de alguns parlamentares da cidade de Uberlândia.

Na audiência realizada na ALMG, a vereadora de Uberlândia, Dandara (PT), falou sobre o fato que ocorreu no dia 15 de junho. Na ocasião, pessoas estavam reunidas aguardando o inicio do evento que teria a presença do ex-presidente Lula. Então um drone sobrevoava pelo local e dispensava um líquido mau cheiroso sobre os presentes.

Então veja também: Inflação de junho na região metropolitana de Salvador é a mais alta do país
Parlamentares de Uberlândia falam sobre o caso
A vereadora relatou que algumas das pessoas presentes decidiram seguir o drone, para descobrirem quem estava no controle. Em seguida, ao chegarem no local, encontraram três homens reunidos. Ela revela que as pessoas pressionaram a polícia para prender os suspeitos e o drone. Nas redes sociais, eles ironizaram a situação e chamaram o líquido dispensado de veneno.
“Nas imagens que eles mesmo postaram, é possível ver crianças e idosos sendo atingidos e correndo na tentativa de se proteger”, informou a vereadora, que inclusive disse que eles são como uma organização criminosa.
Além disso, leia mais sobre: Jovem é morto a tiros dentro de estabelecimento em Feira de Santana na Bahia

O ex-prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado (PT), também falou sobre o ocorrido. De acordo com ele, foi uma ação planejada pelos autores. Inclusive, no momento que chegaram na delegacia para depoimento, os advogados de defesa, estavam no local.
Relato de uma pessoa que estava presente
Uma das pessoas atingidas com o líquido estava presente no encontro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A vítima, de 72 anos, ela relatou que ficou com receio das consequências que o líquido traria para o seu corpo.

Então, ela contou que na hora do acontecimento, jogaram água gelada e álcool em gel na sua cabeça, para que ela realizar a higienização necessária. No entanto, esta ação culminou em uma gripe muito forte, que por pouco não virou pneumonia. E, devido a reação do líquido, sua pele apresentou vermelhidão.

De acordo com um dos deputados presentes na reunião, esta ação é dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, inclusive afirmando que ele é um incentivador da violência e não sabe conviver em um país democrático.

Portanto, não deixe de ler também sobre: Comissão da Câmara de Uberlândia discute sobre regularização de assentamento

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.