Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Secretário de Saúde de Minas Gerais explica aumento do número de doenças respiratórias

Ele informa que essa época do ano contribui para o aumento dos casos

Uberaba, 26 de junho, por Aniele Lacerda, Jornal Prime – O secretário de Saúde de Minas Gerais, Fábio Bacchetti, explicou sobre o aumento do número dos casos registrados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado.

De acordo com Fábio, o número elevado já era esperado em Minas Gerais, pois a época do ano, outono e inverno, favorecem o surgimento das doenças respiratórias. Além disso, ele explica que o aumento desses casos estavam previstos. O secretário informou que já é possível notar uma queda no número dos atendimentos e internações.

Então veja também: Sudoeste baiano celebra a retomada da economia junto aos festejos de São João
Explicação de Fábio sobre o aumento de casos em Minas Gerais
Fábio Bacchetti explicou que antes da pandemia já era comum observar um aumento no número de doenças agudas respiratórias, nesta época do ano. Em seguida, ele relata que observando os dados, não teve alterações em comparação com os números de outros anos.

De acordo com o secretário, o número de atendimento nos hospitais e nas UPAs estão em queda, mas ainda possui alguns casos graves, inclusive de crianças. Ele explicou que nesta época do ano, é comum a circulação de outros vírus que afetam pessoas de todas as idades.

Além disso, leia mais sobre: Prefeitura Municipal de Uberaba assina Carta de Intenções para o Projeto Geoparque Uberaba

“Já passamos pelo pior das doenças sazonais na infância. Ainda estamos no inverno, que é uma época complexa para as crianças e, por este motivo, é importante a vacinação deste público contra a gripe e Covid”, afirmou Fábio.

De acordo com ele, se todas as crianças tivessem com a vacinação em dia, não teriam tantos casos de internações e óbitos.
Campanha de vacina contra a gripe
A campanha de vacinação contra a gripe em Minas Gerais estava prevista para encerrar no início do mês. Mas na ocasião, os números de doses aplicadas estavam abaixo da média. De acordo com dados, a meta de cobertura vacinal estava em 46,5% e o número esperado pelo Ministério da Saúde é de 90%.

Josianne Gusmão, coordenadora do Programa de Imunizações da SES-MG, que o número de alcance da vacinação contra a Influenza deveria alcançar 90% da população de Minas Gerais. No entanto, para que essa meta seja batida, mais de 3 milhões de pessoas precisam tomar a vacina.

Portanto, não deixe de ler também sobre: Comissão da Câmara de Uberlândia discute sobre regularização de assentamento

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.