Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

Dicas para começar a investir em criptomoedas com segurança

As criptomoedas são consideradas ativos de alto risco, porém, é possível entrar no mercado e conseguir manter uma boa rentabilidade. O Jornal Prime trouxe algumas dicas para quem é iniciante e quer entrar nesse mercado.

Criptomoedas
Créditos da imagem: Freepik

Com grande potencial para crescimento, as criptomoedas já mostraram ao longo dos anos, como podem alcançar grandes valores de rentabilidade. Embora seja especulativo já que se trata de um mercado de alto risco, existem dicas para quem está começando a investir.

Por ser uma espécie de dinheiro digital, elas são descentralizadas o que elimina qualquer tipo de intermediário. Sendo assim, não há necessidade de bancos ou governo para interferir nos investimentos. Contudo, também sofre uma grande oscilação de demanda.

Para quem está começando, separamos dicas essenciais do mercado, para começar a investir em criptomoedas de forma mais segura.

1.      Tenha uma carteira digital

Antes de começar a colocar o dinheiro em criptomoedas, monte uma carteira de investimentos. As moedas digitais estão disponíveis em algumas corretoras e não há necessidade de um terceiro para fazer suas escolhas. Para se manter seguro, é essencial ter uma reserva de emergência em outros tipos de ativos, de preferência na renda fixa.

Curiosidades sobre o Bitcoin

As criptomoedas têm suas chaves em carteiras públicas e privadas que podem ser escolhidas de acordo com seus próprios critérios. O gerenciamento delas, também é autônomo, dessa maneira, é possível fazer suas transações de forma rápida e segura, levando em consideração sempre a economia.

2.      Tenha um teto de gastos

Da mesma forma, não invista um valor maior do que você pode perder. As criptomoedas devem ser parte da sua carteira de investimentos, e não ela toda. Mas, a diversificação dos investimentos é que fazem ela ser mais segura. Da mesma forma, se torna importante entender que o mercado é cheio de altos e baixos e por isso, é preciso se precaver.

Criptomoedsa
Créditos da imagem: Freepik

3.      Comece pelas criptomoedas mais conhecidas

Antes de arriscar em moedas em ascensão, priorize as que estão mais conhecidas no mercado. As moedas mais conhecidas costumam ter uma estabilidade menos volátil, embora isso ainda aconteça. Contudo, as moedas de maior capitalização vão te garantir menos perdas, devido a segurança.

4.      O momento de comprar e vender criptomoedas

Aprender a identificar esses momentos leva tempo. Para quem é iniciante, tudo é aprendizado. Às vezes por medo ou insegurança, esses momentos podem muitas vezes passar, e tudo bem. O importante é aprender. Com o passar do tempo, o mercado vai ficando mais fácil de operar e então, as criptomoedas começam a dar lucro e valer a pena.

Mercado Bitcoin: negociação com Dogecoin entenda os riscos

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.