Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Área para extração de fosfato entre Patos de Minas e Presidente Olegário tem extensão divulgada

A extensão será de aproximadamente 1.600 hectares

Uberaba, 25 de junho, por Aniele Lacerda, Jornal Prime – A extensão da área para extração de fosfato na região entre Patos de Minas e Presidente Olegário, será de aproximadamente 1.600 hectares. A região foi descoberta há alguns anos e desde então, uma empresa especializada em estudo de solo está atuando na região e obteve ótimos resultados.

Desde que saiu a notícia da descoberta, alguns produtores de Patos de Minas e Presidente Olegário estão empolgados com a pesquisa. Então, caso seja possível a produção de fosfato, será uma grande avanço para a região de Minas Gerais. De acordo com o revelado pelo diretor e geólogo da empresa Terra Brasil, um dos principais fornecedores desse insumo para o Brasil elevou o valor. O motivo seria a guerra entre Rússia e Ucrânia.

Então veja também: Corpo de Bombeiros identifica casal morto, casa destruída e suspeita de feminicídio; confira

Em um levantamento feito pelo Ministério da Economia, o valor importado de fertilizantes pelo Brasil da Rússia, em março de 2021, foi US$154,3 milhões referente a 603 mil toneladas do produto. Já este ano, com a guerra, o custo foi de US$455 milhões, para a importação de 685 mil toneladas.
Explicação de geólogo sobre área de extração do fosfato em Patos de Minas e Presidente Olegário
Em entrevista, o geólogo Fernando Villa Nova explicou que com o fosfato natural, as plantações são mais saudáveis. Além disso, ele mostra um grande desempenho no que refere ao desenvolvimento. Ele afirmou que na região, realizaram o teste em uma plantação de milho e o resultado foi satisfatório.

Além disso, leia mais sobre: Prefeitura Municipal de Uberaba assina Carta de Intenções para o Projeto Geoparque Uberaba
“Estamos fazendo um beneficiamento e observando a concentração do fosfato extraído aqui. Foram encontrados também, outros tipos de minerais. Em cada análise, todo material é coletado e mandando direto para pesquisa em laboratórios e em cada teste é constado a riqueza dessas terras”, afirmou Fernando.
Entrevista do diretor executivo da Terra Brasil
O diretor executivo da Terra Brasil, Eduardo Duarte, concedeu uma entrevista para o MGTV e falou sobre as pesquisas realizadas no solo da região. De acordo com ele, o investimento na estrutura é aproximadamente R$70 milhões.

Além disso, o custo para a empresa da exploração da área e do estudo que realizarão, será em torno de R$3 bilhões. No entanto, ele informa que na região serão gerados aproximadamente dois mil empregos.

Portanto, não deixe de ler também sobre: Comissão da Câmara de Uberlândia discute sobre regularização de assentamento

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.