Publisher is the useful and powerful WordPress Newspaper , Magazine and Blog theme with great attention to details, incredible features...

[diario_shortcode template=”card_img” colunas=”4″ s=”internofolha” numero_de_parceiros=”4″ mono_post=”sim” colunas=”4″ top=”4″]

Vereadores recebem denúncias sobre poda de árvores em Peirópolis

No início do mês os parlamentares visitaram o local

Uberaba, 30 de julho, por Aniele Lacerda, Jornal Prime – No início do mês dois parlamentares de Uberaba, Professor Wander e Denise Max, receberam denúncias sobre a poda de árvores irregulares em Peirópolis, bairro rural do município. Então, os vereadores visitaram o local para averiguar a situação.

As denúncias recebidas pelos vereadores davam conta de a poda em Peirópolis era sem autorização dos órgãos públicos, tornando a ação ilegal. Após isso, acionaram a Secretaria de Serviços Urbanos e Obras (Sesurb). Então eles informaram que estiveram no bairro rural para a poda de árvores, o pedido veio da Escola Municipal Francisco Peiró.

Além disso, leia também a matéria: Mulher procura a polícia após receber 22 multas de trânsito; veja

Mais detalhes sobre poda de árvores em Peirópolis

Conforme informou a Sesurb, a escola de Peirópolis solicitou a presença deles para a poda de árvores no interior e exterior da unidade de ensino. Eles retiraram uma árvore tombada e as demais eram arbustos que já estava em processo final do seu ciclo biológico.

Após todas as verificações necessárias, a poda virou motivo de protestos e a vereadora Denise abriu denúncia contra a situação. Segundo informações da parlamentar, ela verificou que a Sesurb retirou três árvores da escola e um dos motivos alegados era que as mesmas atrapalhavam a visão e a rede elétrica das proximidades.

Contudo, confira também a matéria disponível: Homem é preso por assediar idosa em ônibus de Jataí

Vereadora de Uberaba comenta sobre denúncia

De acordo com a vereadora ela solicitou a documentação relacionada com a poda das árvores na escola. No entanto, recebeu documentos do ano de 2019, continuando sem justificativas para a ação da Sesurb. Segundo ela, a prefeitura que mandou cortar as árvores, mas ninguém apresentou autorização para isso.

“As árvores, nós fomos lá, fizemos vídeo no dia, tinha até serragem ainda, foram cortadas, diz que é porque estava esvaziando os fios, cortaram no talo, no tronco lá embaixo. Ninguém aparece com autorização. Foi a Prefeitura que mandou cortar, mas ninguém apareceu com nada, nem um diagnóstico ali falando porque as árvores foram cortadas”, afirmou Denise.

Ainda, segundo a parlamentar, eles retiraram até um abrigo para animais que estava no local e inclusive instalaram após determinação da lei. Ela revelou que há dez anos o local servia para animais se alimentarem e se surpreendeu com o descumprimento da lei pela escola.

Por fim, leia também a matéria disponível no site do Jornal Prime: 7 anos da morte do cantor: pai de Cristiano Araújo quer lançar álbum póstumo

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.